• Júlio Palazzo

Vitaminas e emagrecimento - o uso do Orlistat

Atualizado: 17 de Abr de 2018


Você já ouviu falar do Orlistat, o antigo Xenical? É um medicamento usado para eliminar gordura pelas fezes. O problema é que muitas pessoas o tomam sem orientação médica, achando que é um remédio inocente. No entanto, sem acompanhamento médico, podem ocorrer efeitos colaterais indesejados.


Até a gordura tem função no nosso organismo. Ela é importante na absorção de vitaminas. Existem vitaminas solúveis em água, que são as hidrossolúveis, e as solúveis em gordura, chamadas de lipossolúveis.


A hidrossolúveis são do complexo B e a vitamina C. Então, se você as consumir em excesso, elas serão eliminadas pela urina sem maiores problemas.


Já as vitaminas D, E, K e A são solúveis em gordura. Aí que entra a relação entre vitaminas e emagrecimento. O uso excessivo do Orlistat faz eliminar muita gordura e as vitaminas que deveriam ser absorvidas por meio da gordura também são eliminadas. Aí a pessoa não emagrece e ainda fica com carência de vitamina.


No processo de emagrecimento, o uso do Orlistat deve ser colocado numa segunda etapa. Primeiro, a pessoa precisa queimar carboidrato, para só depois utilizar o Orlistat, que vai servir como reeducador alimentar, mostrando o que o corpo não tolera.


Assim, por meio do médico nutrólogo, você não corre o risco de ter uma deficiência de vitaminas lipossolúveis. O uso indiscriminado do Orlistat pode provocar coagulação no sangue, problemas de circulação, ósseos (osteoporose) e de visão.


O uso de vitaminas sem prescrição médica também é perigoso. É preciso dosar, por meio de exames, as vitaminas para que a suplementação seja feita apenas se existir necessidade.


Saúde e saudações a todos!

© 2018 por Dr. Júlio Palazzo