• Júlio Palazzo

Ansiedade: sintomas e tratamento

Atualizado: 13 de Abr de 2018

Entenda o transtorno de ansiedade e como tratá-lo



Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade. A doença que afeta adultos e crianças provoca problemas no sono, angústia, alteração de humor, formigamento de lábios e extremidades, entre outros sintomas.


A falta de serotonina - hormônio produzido no intestino - pode causar ansiedade. Mas a descarga de adrenalina também pode provocar a doença. A adrenalina também é um hormônio, só que este é produzido numa glândula chamada supre-renal, que fica em cima dos rins.


Essa glândula é regulada por dois minerais: lítio e potássio. Se tiver algum fator que desregule ela, pode acontecer um pico de adrenalina e, consequentemente, os sintomas do transtorno de ansiedade.


Se o pico de adrenalidade for exacerbado pode gerar até transtorno obsessivo compulsivo (toque) ou síndrome do pânico.


O tratamento é feito por meio de medicação. Primeiro, por exame de sangue é possível identificar qual a causa da ansiedade. Se for a falta de serotonina, a doença será tratada com triptofano, um aminoácido que forma serotonina. Se o problema estiver relacionado à adrenalina, o médico verificará se está faltando lítio ou potássio para fazer a reposição.


Foto: Freepik

© 2018 por Dr. Júlio Palazzo